“Lectio Divina” com os seminaristas – palavras do Santo Padre Bento XVI



VISITA AO PONTIFÍCIO SEMINÁRIO ROMANO DE SUA SANTIDADE O PAPA BENTO XVI

Capela do Seminário Sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

Caros amigos,

É motivo de grande alegria para mim poder a cada ano estar com os seminaristas da diocese de Roma, com os jovens que se preparam para responder ao chamado do Senhor, para serem trabalhadores na sua vinha, sacerdotes do seu mistério. Esta é a alegria de ver que a Igreja vive, que o futuro da Igreja está presente também em nossas terras, precisamente em Roma. Neste Ano sacerdotal, queremos estar particularmente atentos às palavras do Senhor sobre o nosso serviço. A passagem do Evangelho que se acaba de ler fala indiretamente, mas profundamente, do nosso Sacramento, do nosso chamado para estar na vinha do Senhor, de ser servidores do seu mistério.

Nesta breve passagem podemos encontrar algumas palavras-chave, que dão uma indicação do anúncio que o Senhor quer fazer com este texto. “Permanecer”: nesta breve passagem, encontramos dez vezes a palavra “permanecer”, depois, o novo mandamento: “Amai-vos uns aos outros como eu vos amei”, “Não mais servos, mas amigos”, “Que deis fruto”; e, finalmente, “Pedi, orai e vos será dada a alegria”. Peçamos ao Senhor que nos ajude a entrar no sentido de suas palavras, para que elas possam penetrar em nosso coração e assim serem caminho e vida em nós, conosco e através de nós.

A primeira palavra é: “Permanecei em mim, no meu amor”. O permanecer no Senhor é fundamental como primeiro tema desta passagem. Permanecer: onde? No amor, no amor de Cristo, no ser amado e no amar o Senhor. Todo o Capítulo 15 concretiza o lugar do nosso permanecer, porque os primeiros oito versículos expõem e apresentam a parábola da videira: “Eu sou a videira e vós os ramos”. A vinha é uma imagem veterotestamentária que encontramos tanto nos Profetas como nos Salmos e tem um duplo significado: é uma parábola para o povo de Deus, que é a sua vinha. Ele plantou uma vinha neste mundo, cultivou esta videira, cultivou a sua vinha, protegeu esta sua vinha, e com que intenção? Naturalmente com a intenção de encontrar fruto, de encontrar o dom precioso da uva, o bom vinho.
[...]
Confira na íntegra clicando aqui.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ato de Reparação ao Sagrado Coração de Jesus

12 - O Deus escondido, o soberano sacerdote