Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2010

Carta aos Benfeitores

Imagem
Segue abaixo a carta do mês de Outubro escrita aos benfeitores:



Várzea Grande-MT, 24 de setembro de 2010.
Aleluia! Louvai o nome do Senhor, louvai-o, servos do Senhor.
O Senhor realiza tudo quanto quer no céu e na terra (Sl 135, 1.6).

Estimado(a) amigo(a) e benfeitor(a) do Seminário!

Num espírito de louvor a Deus, gostaria de partilhar com você alguns dos acontecimentos e iniciativas vividos no mês de setembro.
Primeiramente, destaco o zelo de nosso Pastor, Dom Milton, pelas vocações e pela nossa comunidade do Seminário. Como sempre aconteceu desde que chegou à nossa Arquidiocese, todas as terças-feiras, no período da tarde, ele está conosco: conversa com os seminaristas, preside a Eucaristia e senta-se à mesa para jantarmos juntos, tudo com a disposição e alegria que lhe são características. Tudo isso é formação para os rapazes. Aqui, Dom Milton é formador!
Outro acontecimento importante é a participação do Seminário nos “Encontros de F…

Posicionamento perante o aborto

Dom Beni faz um apelo a todos os brasileiros, confira!!!

Pescador de Homens

Segue um vídeo vocacional, com o Título Pescador de Homens
Parte I

Parte II

Parte III

O EXEMPLO LUMINOSO DOS SANTOS

Imagem
Caros amigos, em resposta a alguns questionamentos enviados a nós, disponibilizamos a todos uma belíssima homilia do nosso querido Papa Bento XVI, sobre a santidade. Escutemos a voz daquele que foi escolhido por Deus para ser nosso pastor, imagem do próprio Cristo na terra. Incentivamos também a participação de todos por meio de sugestões, questionamentos etc.   



HOMILIA DO PAPA BENTO XVI
DURANTE A CELEBRAÇÃO DA SANTA MISSA
NA SOLENIDADE DE TODOS OS SANTOS Quarta-feira, 1 de Novembro de 2006
Amados irmãos e irmãs A nossa celebração eucarística inaugurou-se hoje com a exortação "Alegremo-nos todos no Senhor". A liturgia convida-nos a compartilhar o júbilo celeste dos santos, a saborear a sua alegria. Os santos não são uma exígua casta de eleitos, mas uma multidão inumerável, para a qual a liturgia de hoje nos exorta a levantar o olhar. Em tal multidão não estão somente os santos oficialmente reconhecidos, mas os batizados de todas as épocas e nações, que procuraram cumprir com am…

A GRANDE RIQUEZA DO SACERDOTE

Deoni Alexandrino da Silva
Seminarista do 2° ano de Filosofia



O “sacerdote é tomado do meio do povo e representa o povo nas suas relações com Deus, para oferecer dons e sacrifícios pelos pecados” (Hb 5,1). Eis aí a principal função de um sacerdote: oferecer sacrifícios para a santificação de todos.
Diferentemente do que todos pensam, o sacerdote não é um ser de outro mundo, mas é um ser humano como nós, detentor das mesmas misérias e limitações; a diferença está no fato de que ele é tirado do meio do povo, não por escolha nem por mérito seus, mas por eleição de Deus, a fim de a Este se entregar totalmente. 
Responder a esta vocação exige do eleito uma renúncia total de si: deve deixar família (celibato), bens (pobreza) e a sua vontade (obediência). E é nesta entrega total de si, que ele encontra sua realização, a sua salvação. Porém, para que ela aconteça, o sacerdote deve crer e saber que o sacerdócio não é um ministério dele; que quando diz: EU TE ABSOLVO DE SEUS PECADOS, EU TE BATIZO..…

RESUMO HISTÓRICO DO SEMINÁRIO CRISTO REI

O Seminário Cristo Rei, foi uma obra idealizada e implantada pelo Arcebispo D. Orlando Chaves com a intenção de ser um grande centro de formação cristã. Para tanto foi adquirido uma bela chácara de 120 hectares, que se estendia desde as margens do rio Cuiabá e se estendia até o planalto do aeroporto.
Em 1958 fora lançada sua pedra fundamental, precisamente no dia 7 de dezembro. Alguns meses começaram os trabalhos de construção com os projetos do arquiteto Calixto de Jesus, o mesmo arquiteto da nova Basílica Nacional da Padroeira do Brasil, Nossa Senhora Aparecida; tendo como responsável pelos trabalhos da construção do novo seminário, o monsenhor Pio Sandri e o mestre de obra foi o senhor Eustáquio. Em 1962 estava pronta a "Entrada dos Seminaristas", com construção de algumas salas do primeiro pavilhão. Depois foi construída a parte principal para o funcionamento do educandário; porém a obra não foi concluída de acordo com o projeto original por falta de recursos.Num prédio m…

Carta do Reitor aos Benfeitores

Imagem
Segue abaixo a carta do mês de Setembro escrita aos benfeitores:





Várzea Grande, 26 de agosto de 2010. Caro(a) amigo(a) do Seminário!

Com a graça de Deus, vamos iniciando mais um mês: setembro, “mês da Bíblia”.
Gostaria de partilhar com você um texto de Enzo Bianchi, tirado de seu livro Aos Presbíteros, o qual fala do relacionamento que o padre deve ter com a Palavra de Deus. Espero que as indicações por ele dadas inspirem seu coração, como fez com o meu, para buscarmos maior intimidade com o Senhor. Eis:
“... Há uma expressão do discurso de Paulo aos bispos-presbíteros de Éfeso que representa uma orientação de vida fundamental para vós. Paulo, saudando estes seus colaboradores no ministério, diz: ‘Entrego-vos a Deus e à Palavra da sua graça’ (...At 20,32). No seu testamento apostólico, Paulo não confia a Palavra aos ministros, mas confia os ministros à Palavra! Os destinatários do testamento do Apóstolo têm a missão de pregar, de difundir, de manter viva a Palavra em meio ao rebanho, de c…

Entrevista com Padre Paulo Ricardo de Azevedo Jr.

Imagem
Segue abaixo uma entrevista concedida pelo padre Paulo Ricardo, ainda quando era reitor do nosso seminário, ao site Salvem a Liturgia. Vale a pena dar uma olhada.


1. Como V. Revma vê hoje a questão da Liturgia no Brasil e no mundo?
Nós estamos vivendo uma fase nova na história da Liturgia. Nós tivemos durante todo o século 20 um movimento litúrgico extraordinário de retorno as fontes; um progresso imenso no estudo da liturgia. Depois, com execução da Reforma Litúrgica do Vaticano II, houve infelizmente uma aplicação muito errada da Reforma. Ela foi, de certa forma, positiva, mas muito mal aplicada. Agora vivemos uma terceira fase: a fase em que retomamos aquilo que poderíamos chamar de o “bonde perdido", retomamos o "trem perdido". Nós estávamos no movimento litúrgico, que foi interrompido por um processo revolucionário da década de 70 e 80, e agora estamos retomando aquele processo litúrgico anterior, para colher os frutos de um verdadeiro movimento litúrgico. É isso que…